MÉTODO SALOMÃO
Consiste no seguinte processo:

1. Reconhecimento, compreensão e administração dos conflitos internos.

2. Aceitação de si, processamento e reintegração dos lados conflitantes.

3. Libertação da postura de vítima das circunstâncias - responsabilidade sobre sua vida - acontecimentos passados, presentes e futuros.

4. Apropriação do seu verdadeiro potencial energético, criativo e produtivo.

5. Reconhecimento e aquisição crescente do valor da liberdade e da independência emocional.

Superando seus medos, angústias, ansiedades, assim como outros sentimentos, comportamentos e acontecimentos com padrão repetitivo.

Através de uma leitura fácil e agradável, este método descreve com clareza e objetividade, mais de quinze anos de experiência no campo prático.


ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS EM BUSCA DA INDEPENDÊNCIA EMOCIONAL

Cresça perante seus medos através deste trabalho que lhe proporcionará conhecimento e compreensão, trazendo dicas, direcionamentos e técnicas incontestáveis, motivadoras e eficientes.

São livros e vídeos escritos com carinho especial para que você possa livrar-se da sensação de vítima das circunstâncias e responsabilizar-se por si através da consciência e do fortalecimento interno.



 

SUPERE SEUS MEDOS. É PRECISO E É POSSÍVEL

Você pode:

• Melhorar sua auto-estima.

• Ter melhores condições de falar em público; ser mais natural, expressivo e desinibido em suas relações.

• Compreender suas inseguranças, desconfianças e conflitos internos.

• Despertar e realçar:


CORAGEM, CONFIANÇA, OBJETIVIDADE,
CAPACIDADE DE TOMAR DECISÕES e ESPÍRITO DE LIDERANÇA.

 

Geralmente as pessoas que sentem muito medo o rejeitam, criando uma situação conflitante dentro de si.

É preciso ter coragem; e a verdadeira coragem não é necessariamente a de enfrentar situações adversas, sim a coragem de ser, de sentir e de estar presente.



Timidez:

O tímido está sempre preocupado com a crítica. "O que vão pensar de mim?"

Por medo de ser rejeitado, não ser aceito ou amado, a tendência mais fácil do indivíduo
é recuar.

De um modo geral, os tímidos tiveram uma criação autoritária, ou por outros motivos se intimidaram com o mundo.

Se uma criança recebe dos pais muitos "nãos" e muitas afirmações de que ela está errada, ela acredita, pois se é o pai ou a mãe que está dizendo, não restam dúvidas sobre o juízo do que está sendo feito.

Sentindo-se errada, passa a sentir-se insegura, em dúvida de si mesmo e, concordando que fez algo errado, termina por sentir-se culpada. Daí estará fadada a vivenciar a tríade: medo, dúvida e culpa em seu processo de vida.

A inibição está ligada ao medo de errar e ao medo do ridículo. "Se errar na frente dos outros o que vão pensar de mim?"



Medo de falar em público:

Geralmente a timidez é um processo de transferência dos pais para aqueles que o indivíduo teme, admira ou de alguma forma necessita. É evidente que é muito mais trabalhoso controlar um número maior de pessoas e saber o que cada um está pensando e possivelmente avaliando e julgando.

Dica: Para os que temem falar em público a boa notícia é que esta é uma barreira que pode ser vencida, mas de início ao se depararem com tal situação, uma boa atitude é a confissão da timidez. Além de demonstrar sinceridade, você não precisará se preocupar mais em esconder o que julga tão constrangedor.



Fobias:

Opção única de defesa aversiva a alguma ameaça. Por exemplo: uma criança depara-se com uma aranha em sua cama e reage instintivamente com um grande susto. Como foi uma reação muito intensa, o cérebro aprende que aquele susto é a única maneira de defender-se de qualquer tipo de aranha, mesmo muitos anos depois do trauma.

Em nosso livro de Técnicas de Programação Neurolinguística ensinamos a "Cura Rápida de Fobia", que permite ao cérebro novas opções de rever a situação antiga, permitindo a escolha da melhor opção.



Síndrome do pânico:

Medo de ter medo. Trata-se de dois grandes conflitos. Um é o de ter crises de medo e o outro é de tentar fugir de tais crises e em conseqüência, ter um crescente medo das mesmas.

Para o tratamento, é preciso que haja aceitação e compreensão do medo e suas origens, ao invés de reagir contra o que está sentindo.

Só depois deverá haver um direcionamento no sentido do crescimento e da transformação, ou seja, de adquirir força e coragem.

Dica: Não dispensando o tratamento e uso de técnicas avançadas, uma boa dica é que quando o indivíduo passar por uma crise, ao invés de tentar fugir da mesma, parar em algum lugar onde não seja incomodado, fechar os olhos e entrar em contato com o "lado" que de certa forma "quer" e tem motivos para sentir o medo. Através do pensamento e se possível da palavra, dizer pra si mesmo que tem todos os motivos para ter medo, buscando as possíveis justificativas para tal, procurando aceitar e até dar motivação para o que está sentindo. Depois de alguns minutos deverá abrir os olhos e focar no "lado" que deseja se livrar do medo, ou seja, na sua vontade de se libertar, e dizer pra si mesmo que é uma pessoa corajosa, que merece ser feliz, etc. Neste momento poderá se lembrar de momentos de coragem e de realização em sua vida.

Este exercício também pode ser aplicado a outros sentimentos. Você estará agindo de maneira didática, ética e politicamente correta. Primeiro você atende à sua vontade de sentir. Depois à sua vontade de curar. Ambas têm seus motivos e assim você inicia o processo de cessar o conflito.

Transformação: Para transformar-se além dos recursos e técnicas são imprescindíveis:

Atenção - olhar para si e reconhecer o problema.
Intenção - querer e valorizar a transformação.
Dedicação - movimento de perseverança até a estabilidade desejada.



Aceitação:

Dentro da mesma pessoa existem vários lados conflitantes. Por exemplo: um lado com a intenção consciente ou não de auto-proteção, "quer" ser tímido, enquanto o outro lado não aceita, provocando junto ao conflito, culpa e baixa auto-estima. Desta forma é muito difícil haver uma transformação. É preciso compreender cada um desses lados.

O lado que tem medo está diretamente ligado à criança interior e carece de uma atitude de compreensão, que bem trabalha permitirá apaziguamento interno ao cessar o conflito, trazendo mais força e serenidade.





Metas, objetivos e valores:

É preciso valorizar seus objetivos. Entrar em contato com seus lados conflitantes procurando compreende-los e perceber que cada um deles tem suas intenções positivas. É necessária a conciliação interna. É necessário que você se torne seu melhor amigo, liberte-se dos medos e conflitos e melhore sua qualidade de vida.




É preciso superar, é preciso querer.
                                             Se você quer, você pode!
E-book
+ detalhes

R$ 23,90

E-book
+ detalhes

R$ 23,90

Hotmart - Aceitação de Si
E-book
+ detalhes

R$ 19,90

Hotmart - Metas Objetivos e Valores
E-book
+ detalhes

R$ 19,90

Hotmart - Metas, Objetivos e Valores
E-book
+ detalhes

R$ 19,90

Hotmart
Vídeo
+ detalhes

R$ 24,90

Vídeo
+ detalhes

R$ 24,90

Hotmart - Aceitação de Si
Vídeo
+ detalhes

R$ 24,90

Hotmart - Metas Objetivos e Valores
Vídeo
+ detalhes

R$ 24,90

Hotmart - Metas, Objetivos e Valores



Aproveite esta oportunidade!!!

Adquira essa maravilhosa seleção de ebooks e vídeos por R$79,90

Acompanhe o Dr. Salomão

Todos os direitos reservados